RAKIJA - a bebida oficial dos Bálcãs


Rakija! Não tem como descrever... rakija é simplesmente rakija! A bebida mais famosa da Sérvia e dos países balcânicos em geral, é símbolo de toda a alegria, descontração e companheirismo da região. Presente tanto nas maiores comemorações quanto nos mais simples encontros de amigos, a rakija faz parte do dia-a-dia da Sérvia e já está no sangue do seu povo. Quando você vai à casa de um sérvio, e este te oferece rakija, saiba que você é muito bem vindo - um verdadeiro drug! ("amigo", em sérvio)

A palavra "rakija" se originou da palavra árabe "al-rak", que significa transpiração, e foi trazida à Sérvia pelos turcos entre os séculos XIV e XV. Porém, naquela época, a palavra se referia à bebida arak produzida na Indonésia, Malásia e outros países do extremo oriente. Apenas no século XV, após o processo de destilação de bebidas ter se tornado conhecido por toda a Europa, começaram a ser produzidos os drinks nacionais: gim, na Inglaterra; schnaps, na Alemanha; aquavita na Escandinávia, vodka na Rússia e na Polônia e a rakija que conhecemos hoje nos bálcãs.

Inicialmente, estas bebidas eram utilizadas com fins terapêuticos e medicinais, e eram conhecidas como "a água da vida". A Sérvia só começou sua produção de rakija no final do século XIX, quando os seus vinhedos foram destruídos por uma terrível praga chamada Filorexa. A produção da nova bebida foi possível porque esta é feita com frutas diversas. As frutas de alta qualidade produzidas na região de Vojvodina e no sul da Sérvia, contribuíram para a excelência da rakija de origem sérvia, que se destaca entre as demais. Dentre os tipos mais comuns estão:

  • Šljivovica: feita de ameixa, é a rakija mais popular dos bálcãs, marca registrada da Sérvia;

  • Kajsijevača: feita de damasco;

  • Lozovača: feita de uva.

Além de ser essencial nos ritos de eucaristia das igrejas ortodoxas e católicas da região, a rakija também está presente em outros rituais nos países balcânicos. Ao sair do cemitério após um enterro, por exemplo, é oferecido pão e um copo de rakija para que as pessoas bebam pelas almas dos que se foram e, antes de terminarem o drink, joguem um pouco no chão pela paz destas almas. Em cerimônias de casamento, o pai do noivo distribui rakija pelas mesas para um brinde à felicidade dos recém-casados.

Resumidamente, a rakija está presente a toda hora em todo lugar e é, em geral, um gesto de boas-vindas. Em minha experiência pessoal tive várias oportunidades (irrecusáveis) de experimentar a bebida. Digo irrecusáveis pois seria uma terrível desfeita recusar rakija seja quando for! Principalmente quando você tem uma namorada sérvia... cheguei à conclusão de que, para impressionar o seu sogro sérvio, bem como todos os homens de uma família sérvia, basta você beber rakija! O que para mim foi muito fácil, pois realmente adoro a bebida! Quando parentes distantes viajam de Sarajevo a Belgrado para te conhecer e resolvem fazer o "teste da rakija", rapaz, se você não gostar da bebida estará sujeito a grande risco de reprovação! Meu sogro, grande Nikola, diz que rakija faz bem para a alma, por isso devemos beber um gole sempre que pudermos! Ah, e rakija pode conter até 60% de álcool!

Assistam ao vídeo abaixo da primeira música que me vem à cabeça quando penso em rakija:

Você já experimentou alguma rakija? Gostou? Deixe um comentário!

#cultura

1,003 visualizações
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

+381 60 417-8876

© 2020 por Bem-vindo à Sérvia.