ZLATIBOR e ZLATAR - A mágica da rosa dos ventos


O fenômeno natural que resulta da junção de duas massas de ar é chamado de "rosa dos ventos" aqui na Sérvia. Devido a esse fenômeno, com a junção da massa de ar mediterrâneo com a das montanhas, a região de Zlatibor tem um microclima específico, cujo ar tem propriedades medicinais. Na segunda viagem do ano da Serbia4Youth, grupos de jovens saíram de Belgrado e de outras cidades sérvias com um destino em comum: as montanhas do oeste da Sérvia. Eles passaram dois dias nesse ambiente mágico, em meio à natureza de beleza ímpar de Zlatibor e Zlatar. Neste artigo, conto para vocês sobre nossas aventuras por lá. Leiam e juntem-se a nós nas próximas viagens da Serbia4Youth!

No sábado, dia 18 de maio, o grupo partiu cedo de Belgrado rumo a Zlatibor - montanha que visitei pela segunda vez esse ano. Na última vez que fui para lá, em março, ainda era inverno, então prometi que voltaria durante a primavera para ver tudo verdinho... Valeu muito a pena cumprir a promessa, porque o lugar, que já é sempre lindo, fica ainda mais cheio de vida!

O roteiro dessa viagem incluiu:

- o museu a céu aberto de Sirogojno, onde casas e objetos originais do século XIX fazem com que os visitantes visualizem como, de fato, era a vida na montanha sérvia na época;

- a caverna Stopića, que é um incrível monumento natural, dentro do qual se localizam uma cachoeira de 9 metros de altura conhecida como "a fonte da vida" e as banheiras naturais de tufo calcário, formadas pela ação da água, que ao longo de milhões de anos, fez profundos buracos nas pedras;

- a cachoeira de Gostilje, uma fantástica queda d'água de 20 metros de altura que fica num lugar bem escondido no mato.

A descrição detalhada desses atrativos, bem como das minhas impressões sobre eles, você pode ver no meu primeiro artigo sobre Zlatibor, clicando aqui: http://bemvindoaservia.blogspot.com/2013/03/zlatibor-e-mokra-gora-riquezas-do-oeste.html

Viajar com a Serbia4Youth é sempre uma mistura de diversão e informação. Além de aprender muito sobre a história, a cultura e a riqueza natural da Sérvia nos atrativos visitados, em Zlatibor fomos recebidos por um representante da Organização de Turismo de Zlatibor, que nos apresentou dados oficiais do turismo local. Ao término da apresentação dele, fui convidado a me apresentar e compartilhar meu amor pela Sérvia e minhas visões sobre o turismo no país. Foi uma troca de experiências muito legal!

Aliás, a troca de experiências é constante entre os viajantes. Amizades se formam ainda dentro do ônibus antes de chegar ao destino e se fortalecem cada vez mais ao longo da viagem. Nas viagens da Serbia4Youth, o ônibus é parte da festa: o pessoal anda de um lado para o outro, conversa, ri, ouve música, canta... Só dorme quem realmente não aguenta mais manter os olhos abertos (cenário comum na viagem de volta). É normal as pessoas chegarem com um ou dois amigos e saírem com dez! Basta deixar a timidez de lado e aproveitar!

No fim do primeiro dia, dei um passeio e tomei um café no centro de Zlatibor com uma galera muito gente boa que tinha acabado de conhecer. Em seguida, fomos encontrar o resto do grupo numa kafana super tradicional localizada na praça central de Zlatibor: a kafana Rujno. O lugar é enorme, com um excelente decoração e músicos das antigas que conseguem tocar o coração das pessoas quando tocam. Não demorou muito para a galera se levantar e dançar, enquanto os músicos tocavam, bem em frente à nossa mesa, as músicas que pedíamos. Desde então, a noite foi marcada com muita cantoria e kolo - não podia ter sido melhor! Até gente que nunca tinha dançado kolo na vida aprendeu a dançar - e aprendeu bem! Foi o caso da minha amiga brasileira Nathana Reis, que estava conosco nessa viagem.

Pernoitamos em um hotel estudantil de ótima qualidade, em suítes bem limpas, com uma ou duas camas e tínhamos café-da-manhã e jantar incluídos.

No segundo dia, após comer uma deliciosa "komplet lepinja" no café, me juntei ao grupo no ônibus até o lago de Zlatar (Zlatarsko jezero, em sérvio), que fica dentro da Reserva Natural Especial Uvac. Essa reserva é conhecida pelo caminho ziguezagueado que o rio Uvac traça pelo incrível desfiladeiro que o cerca, porém, ela é muito mais do que isso...

Sua área de 7.543 hectares é protegida pelo governo com o objetivo de preservar o abutre-fouveiro - uma espécie rara de abutre, de grande porte, com envergadura de até 2,8m, que tem um papel importantíssimo para a cadeia alimentar do ecossistema local, uma vez que se alimenta de animais mortos, não permitindo que doenças se espalhem e contribuindo para uma reciclagem natural. O abutre-fouveiro já foi seriamente ameaçado de extinção: em 1992, apenas 9 casais da espécie habitavam a região. Hoje, devido a medidas adotadas para proteger a espécie, cerca de 400 abutres-fouveiros vivem por lá e o lugar já é conhecido como o reino do abutre-fouveiro. Serbia4Youth também é ecoturismo!

Fizemos um passeio de barco sensacional pelas curvas do rio Uvac, passando por paisagens de tirar o fôlego e ainda tivemos a chance de ver vários abutres voando acima de nós, além de outros animais. No meio do caminho, paramos na chamada caverna de gelo, que integra o sistema de cavernas do Uvac, que tem mais de 6 mil metros de comprimento. Só é possível chegar até a entrada do local de barco. Diz a lenda que a caverna ganhou esse nome pelo fato de sua temperatura ser sempre de 8ºC independentemente da estação do ano. As galerias da caverna de gelo são de beleza extraordinária - sua paredes contam com ornamentos belíssimos e raros, além de ser possível visualizar diversos pilares com pedras preciosas (inclusive ouro) intactos. É difícil não se impressionar! Essa foi, com certeza, a caverna mais incrível que já visitei na minha vida!

No caminho de volta, gravei esse vídeo que, na minha opinião, traduz muito bem a sensação de navegar pelo rio Uvac. Assista:

Saindo de lá, visitamos a vila étnica ecológica Vraneša - um oásis rural em Zlatar. Trata-se de uma vila super bem projetada, com arquitetura característica da região, onde os visitantes tem a oportunidade de saborear comidas típicas da Sérvia no restaurante e até de pernoitar em seus chalés cercados por uma natureza riquíssima. E quem acha que jovens da capital não gostam de turismo rural está muito enganado! Todo mundo ficou maravilhado com a paz, o verde, o barulho dos grilhos e, principalmente, com o cavalo da vila. Simplesmente, não tinha lugar melhor do que esse para irmos depois do passeio de barco que vocês viram no vídeo acima... A vontade que todos tínhamos era de deitar na grama, relaxar e curtir a natureza - e foi exatamente isso que algumas pessoas fizeram!

Acha que foi fácil deixar esse paraíso nas montanhas para voltar a Belgrado? Nem um pouco! Estava tão gostoso... Essa viagem foi a mistura perfeita de ecoturismo, turismo rural, educacional e turismo para jovens, com direito a muita gente bacana, sempre disposta a se divertir!

Veja o álbum de fotos completo dessa viagem, clicando aqui: http://goo.gl/pUKni

Leu, gostou e quer participar das próximas viagens? Fique ligado na nossa página no Facebook, onde as viagens serão amplamente divulgadas.

#serbia4youth #viagensoestedasérvia #zlatibor #zlatar #viagensgeral

12 visualizações
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

+381 60 417-8876

© 2020 por Bem-vindo à Sérvia.