Por que a região dos Bálcãs é o novo Leste Europeu?


A região dos Bálcãs atrai cada vez mais turistas e renova o roteiro de viagem pelo Leste Europeu. Na foto, Palić, na Sérvia, um dos países da península balcânica. Imagem: Ligia Gauri

Cheia de história e belezas naturais, a região dos Bálcãs abriga lugares incríveis e ainda pouco conhecidos pelos viajantes em comparação com destinos tradicionais do Leste Europeu, que inclui República Checa, Polônia, Ucrânia e Rússia.


Porém, este fato está mudando. Afinal, a península balcânica — formada por países como Sérvia, Croácia, Bósnia e Herzegovina, Montenegro, Eslovênia, entre outros — tem fantásticas atrações turísticas, gastronomia única e uma vibrante atmosfera capaz de conquistar os mais exigentes turistas.


A seguir, selecionamos 4 motivos pelos quais os Bálcãs estão ganhando popularidade e renovando a lista de desejos de quem quer conhecer o Leste Europeu!


1. Praias espetaculares


Praias e ilhas paradisíacas fazem parte dos grandes triunfos dos Bálcãs. Aliás, esse é um dos fatores pelos quais a região se destaca em relação ao Leste Europeu. E não é à toa, já que países como Croácia e Montenegro têm uma bela costa no Mar Adriático.


Sem dúvidas, eles também abrigam alguns dos destinos mais badalados de verão, especialmente em Dubrovnik e Split, na Croácia, e Kotor, em Montenegro.


2. Castelos, igrejas e muita história


Assim como o Leste Europeu, os Bálcãs têm diversas construções medievais, como o Castelo de Predjama, na Eslovênia. Image: Chris Yang/Unsplash


Assim como os principais destinos do Leste Europeu, a região dos Bálcãs também é famosa pela enorme quantidade de castelos, igrejas e mosteiros que guardam inúmeras histórias.


Na Eslovênia, por exemplo, está localizado o Castelo de Predjama, um dos mais bonitos do mundo. Ele foi construído na caverna de uma montanha e, muitas vezes, se confunde com as rochas. Já a Sérvia abriga igrejas e monastérios ortodoxos impressionantes, como a Igreja de São Sava, em Belgrado, e o Monastério de Studenica — que faz parte da lista de patrimônio mundial da Unesco.


3. Montanhas e paisagens nevadas

Não é exagero dizer que os Bálcãs agradam tanto os que gostam de verão quanto de inverno. Na estação mais fria do ano, os turistas podem aproveitar a paisagem nevada e curtir esportes da temporada, como snowboard e patinação no gelo.


Algumas das montanhas mais famosas da região são Zlatibor e Kopaonik, na Sérvia, Triglav, na Eslovênia, e Jahorina, na Bósnia. Durante o fim do ano e início do janeiro, vale a pena ainda aproveitar os mercados de Natal, principalmente na Croácia.


Kotor, em Montenegro, tem um dos mais belos litorais dos Bálcãs. Imagem: Faruk Kaymak/Unsplash


4. Parques e belezas naturais


A região dos Bálcãs ainda tem parques e uma natureza exuberante. Na Croácia, por exemplo, fica o impressionante Parque dos Lago Plitvice, com seu complexo de cascatas e lagos de águas cristalinas.


Já na Sérvia, próximo à fronteira com a Bósnia Herzegovina, está localizado o Parque Nacional Tara, em uma área de mais de 180 km² coberta por uma floresta densa, rios extensos e cânions. O mesmo país ainda tem muitas outras belezas naturais, com destaque para Đavolja Varoš, conhecida como Cidade do Diabo por conta de suas fantásticas formações rochosas.


Como visto, existem inúmeros motivos para que os Bálcãs ganhe tanto destaque quanto os destinos mais populares do Leste Europeu! Agora, aproveite para assinar a nossa newsletter e fique por dentro de tudo o que você precisa saber para visitar a região!

422 visualizações
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

+381 60 417-8876

© 2020 por Bem-vindo à Sérvia.