Tour dos Bálcãs  alternativo | 18 dias

1º dia | Belgrado

Transfer do aeroporto no horário de chegada do voo a ser confirmado

12h30 – 14h30 Tempo livre para almoço

14h30 – 17h30 Passeio a pé pelo centro de Belgrado

A palavra que melhor descreve Belgrado é "surpreendente". Esta cidade tão pouco conhecida pelos brasileiros encanta todos que a visitam pela sua história, sua gastronomia, pela beleza do encontro dos rios Sava e Danúbio vistos da fortaleza medieval de Belgrado, mas principalmente por sua energia positiva e a hospitalidade das pessoas que a habitam. A ex-capital e maior cidade da antiga Iugoslávia, a atual capital da Sérvia é uma das cidades mais antigas da Europa e guarda uma série de segredos que só podem ser desvendados por aqueles que a visitam. Venha e prepare-se para uma das viagens mais autênticas da sua vida!

Nesse passeio visitamos as principais atrações do centro de Belgrado: a Praça da República, a rua de pedestres Knez Mihailova e a fortaleza de Belgrado.

18h00 Fim das atividades com o guia

2º dia | Belgrado

08h00 – 09h00 Café da manhã no hotel

09h00 – 13h00 Passeio a pé à Igreja do São Sava, à feira Kalenić e ao parque Tašmajdan.

 

A igreja do São Sava é a maior igreja ortodoxa do mundo, a feira Kalenić é a maior feira a céu aberto de Belgrado e o parque Tašmajdan é um lindo parque que foi bombardeado pela OTAN em 1999 e é onde fica a igreja do São Marco.

13h00 – 14h00 Tempo livre para almoço

14h00 – 15h30 Visita ao museu de História da Iugoslávia

Localizado em uma suave colina dentro de um formoso parque de onde se desfruta de uma espetacular vista de Belgrado, o local criado pelo próprio marechal Tito para cultivar rosas e outras plantas se transformou em um dos pontos mais visitados da cidade no conjunto denominado Museu de História da Iugoslávia. Ali, além de visitar o túmulo do presidente da antiga Iugoslávia - Tito, um dos líderes de Estado mais respeitados mundialmente - o visitante poderá conhecer em primeira mão quem e como foi o homem transformado quase em lenda épica naqueles já longínquos anos da Segunda Guerra Mundial e na façanha posterior de converter em prosperidade as ruínas e desolação herdadas daquele conflito. 

15h30 – 18h00 Passeio por Zemun com visita à Torre de Gardos

Neste passeio, vamos conhecer o antigo bairro de Zemun, localizado na zona norte de Belgrado, às margens do rio Danúbio. Era o local que abrigava a fortificação e a guarnição do Império Austrо-Húngaro, como um posto avançado, na época do domínio dos Habsburgo sobre a região. A arquitetura do bairro guarda construções de estilo barroco austríaco do século XVIII, inclusive igrejas católicas. A vizinhança abriga muitos centros culturais e kafanas (tavernas tradicionais típicas da Sérvia). O auge do passeio é a vista do mirante de Gardoš, que dá um bom panorama de todo o bairro e alcança até a fortaleza de Belgrado.

18h00 Retorno ao hotel. Fim das atividades com o guia.

3º dia | Novi Sad e Sremski Karlovci

08h00 – 09h00 Café da manhã no hotel;
09h00 – 10h30 Viagem de carro a Novi Sad;

 

Charmosa, tranquila e cercada por uma planície fértil, a montanha Fruska Gora e o rio Danúbio, a capital da Vojvodina é uma pérola entre as cidades da Sérvia. Também é conhecida como a "Atenas Sérvia", devido à sua importância cultural. Lá você verá uma população multiétnica e ótimos exemplos da arquitetura austro-húngara. Foi eleita Capital Europeia da Juventude para 2019 e Capital Europeia da Cultura para 2021.


10h30 – 12h00 Passeio a pé pelo centro de Novi Sad;
12h00 – 13h00 Passeio guiado pelos túneis da Fortaleza de Petrovaradin;

Elevando-se sobre o rio em um morro a 40m de altura, esta poderosa cidadela do século XVIII, considerada a segunda maior fortaleza da Europa (e uma de suas mais bem preservadas), é apropriadamente apelidada de 'Gibraltar no Danúbio'. Petrovaradin é o lar do popular EXIT Festival de Novi Sad todo mês de julho. Você também pode descobrir uma parte dos 16 km de túneis subterrâneos assustadores, mas legais, da fortaleza, construídos como parte de um complexo sistema de defesa.


13h00 – 13h30 Viagem a Sremski Karlovci;

 

Sremski Karlovci é um charmoso vilarejo aos pés da montanha Fruska Gora, famoso pelos vinhos, especialmente o Bermet - vinho de sobremesa preparado com ervas medicinais que é a marca registrada de Karlovci. Na época do dompinio austríaco, o Tribunal Vienense liberou os viticultores de Karlovci do serviço militar obrigatório por causa da qualidade de seus vinhos. O Bermet também estava incluído na carta de vinhos do navio Titanic. Iremos visitar o museu do vinho e mel e o centro do vilarejo de Sremski Karlovci.


13h30 – 15h00 Degustação de vinhos em vinícola tradicional de Sremski Karlovci;

15h00 – 16h45 Almoço em restaurante local
16h45 – 18h00 Viagem de volta a Belgrado;

18h00 Fim das atividades com o guia

4º dia | Zlatibor  

08h00 – 09h00 Café-da-manhã

09h00 – 12h30 Viagem para Zlatibor

Zlatibor é a montanha mais visitada da Sérvia e a porta de entrada à incrível natureza da região oeste do país. Situado numa “rosa-dos-ventos” – local de encontro de diferentes correntes de ar – Zlatibor é um spa natural com seu microclima especial. Não é à toa que nessa montanha se localizam diversos hospitais que tratam doenças pulmonares. O turismo aqui começou a se desenvolver no ano de 1893, quando o rei da Sérvia Aleksandar Obrenović passou alguns dias na montanha e ergueu uma fonte. Hoje, Zlatibor oferece aos seus visitantes uma série de atrações e atividades que vão desde passeios de cavalo, visitas a cavernas e museus a esquiar em um dos melhores centros de esqui da Sérvia!

12h30 – 13h30 Visita à caverna Stopica

A caverna Stopića, na margem esquerda do rio Prištavica, é uma das maiores atrações turísticas do oeste da Sérvia. A entrada da caverna tem 18 metros de altura e 35 metros de largura. É uma caverna fluvial, uma vez que o córrego Trnavski flui através dela. Sua principal atração é uma cachoeira subterrânea de 10 metros de altura. Possui incríveis piscinas naturais em seu interior, algumas das quais com até 7 metros de profundidade.

13h30 – 15h30 Visita e almoço em Sirogojno

No coração da montanha Zlatibor, cercada por pinheiros e colinas, longe das multidões, fica Sirogojno - uma autêntica vila montanhosa da Sérvia, onde os visitantes podem ver, sentir e provar o passado. Em seu museu ao ar livre, podemos entrar em casas de montanha originais que datam do século XIX. No restaurante, as especialidades da montanha são preparadas seguindo receitas antigas.

15h30 – 16h15 Viagem ao centro de Zlatibor

16h15 – 18h00 Passeio pelo centro de Zlatibor

18h00 Check-in no hotel. Fim das atividades com o guia

5º dia | Podgorica e Sveti Stefan

07h00 – 08h00 Café da manhã no hotel e check-out

08h00 – 13h00 Viagem  para Podgorica

13h00 – 16h00 Pausa para almoço e breve passeio em Podgorica

Além de ser a capital do Montenegro, Podgorica é também a maior cidade do país, com uma população de cerca de 200 mil pessoas. A cidade está situada no centro do Montenegro, nas baixas planícies montenegrinas entre os Alpes Dináricos e o Lago Scutari.

A área de Podgorica é habitada continuamente desde as eras ilirias e romanas, com assentamento no local da Podgorica de hoje firmemente estabelecido durante o governo do Império Otomano. Podgorica foi reincorporada a Montenegro em 1878, quando a cidade começou a ter um formato mais europeu. Os bombardeios nazistas e aliados durante a Segunda Guerra Mundial destruíram grande parte da histórica arquitetura otomano e montenegrina em Podgorica, e a cidade renasceu como a capital de Montenegro na Iugoslávia socialista. A cidade foi então reconstruída e expandida de uma maneira típica dos países do bloco oriental.

16h00 – 17h00  Viagem para Budva

17h00 – 19h00  Visita a Sveti Stefan

Uma grande atração na Riviera de Budva é Sveti Stefan. A antiga vila de pescadores situada em uma península tornou-se uma cidade-hotel há 50 anos e é assim que surgiu um lugar maravilhoso, onde até mesmo famosos como Claudia Shiffer e Sylvester Stallone gostam de passar o tempo.

 

Uma fortificação foi construída em 1442 na ilha de Sveti Stefan e nesse período as pessoas se estabeleceram lá. Uma parede foi construída em torno da fortificação, a fim de proteger as famílias dos lugares circundantes antes da invasão turca e pirata.

19h30  Chegada em Budva, check-in no hotel e resto do dia livre.

6º dia | Kotor

08h00 – 09h00 Café da manhã

09h00 – 09h30 Viagem para Kotor

09h30 – 12h00 Passeio guiado por guia local em Kotor

Localizada ao longo de uma das baías mais bonitas do mundo está Kotor, uma cidade de comerciantes e marinheiros famosos, com muitas histórias a contar. A Cidade Velha de Kotor é uma urbanização bem conservada típica da Idade Média, construída entre os séculos XII e XIV. A arquitetura medieval e os inúmeros monumentos do patrimônio cultural tornaram Kotor um "Patrimônio Mundial e Histórico Mundial" da UNESCO. Através de toda a cidade, os edifícios são atravessados ​​por ruas estreitas e praças. Numa dessas praças fica a Catedral de São Trifone (Sveti Trifun), um monumento da cultura romana e um dos símbolos mais reconhecíveis da cidade.

12h00 – 16h00 Tempo livre para almoçar e explorar Kotor

16h00 – 17h00 Passeio de barco até a ilha da Nossa Senhora das Pedras

Neste confortável passeio de barco, você desfrutaremos de vistas panorâmicas da Baía de Kotor até a ilha da Nossa Senhora das Pedras, um dos locais mais importantes da baía. Trata-se de uma ilha artificial feita no século XV como um monumento aos marinheiros de Perast. Embaixo dela há 196 náufragos afundados por pessoas de Perast enquanto defendiam Kotor do Império Veneziano e Otomano. Com sua história incrível e vistas espetaculares, temos certeza de que este é um dos pontos que você lembrará por muito tempo. 

17h00 – 17h30 Retorno a Budva

17h30 Fim das atividades com o guia

7º dia | Kruja

07h00 – 08h00 Café da manhã no hotel

08h00 – 12h00 Viagem para Kruja

12h00 – 14h00 Visita ao Castelo de Kruja, Bazar e Museu Skanderbeg

O Museu Skanderbeg em Kruja homenageia Gjergj Kastrioti Skënderbei (1405-1468), o herói nacional da Albânia. O museu está localizado no castelo de Kruja e no bazar restaurado. A cidadela inclui uma casa restaurada da era otomana que agora é o Museu Etnográfico. O castelo de Kruja, que abriga o museu, é uma cidadela histórica. As tropas otomanas atacaram três vezes, em 1450, 1466 e 1467, mas não assumiram o controle. Foi essa fortaleza que ajudou George Kastrioti Skanderbeg a defender a Albânia da invasão otomana por mais de duas décadas.

14h00 – 15h30 Tempo livre para almoço
15h30 – 16h30 Transfer para Tirana
16h30 Chegada em Tirana, check-in no hotel e tempo livre

8º dia | Tirana

08h00 – 09h00 Café da manhã no hotel
09h00 – 11h30 Passeio guiado por guia local em Tirana


A Albânia passou a maioria dos últimos 60 anos sob um ditador rigoroso e isolacionista, Enver Hoxha. Após sua morte, o país avançou para um modelo econômico de mercado livre, com resultados mistos. Atualmente, Tirana é onde a antiga e nova Albânia se encontram. As ruas não pavimentadas dão passagem para novos Land Rovers, os jovens com iPhones esbarram com vendedores ambulantes vendendo todo tipo de coisa e as brilhantes torres de vidro dão de cara com projetos de construção abandonados. Os viajantes geralmente acham Tirana uma cidade bonita e charmosa, onde sentimentos cosmopolitas e de pequenas cidades estão entrelaçados com uma vida noturna animada.
 

11h30 – 13h30 Visita ao museu Bunk Art 


Esta fantástica transformação - de um enorme bunker da Guerra Fria nos arredores de Tirana a um museu de história e arte contemporânea - é a nova atração mais sensacional da Albânia e facilmente um destaque de Tirana. Com quase 3.000 metros quadrados de espaço subterrâneo espalhados por vários andares, o bunker foi construído para a elite política da Albânia na década de 1970 e permaneceu um segredo durante grande parte de sua existência. Agora hospeda exposições que combinam a história moderna da Albânia com peças de arte contemporânea.


13h30 – 16h30 Subida de teleférico à montanha Dajti e almoço


Dajti é uma montanha a leste da cidade de Tirana, onde também fica o Parque Nacional Dajti, cujo pico mais alto fica a 1.613 metros acima do nível do mar. Vamos pegar o teleférico mais longo dos Balcãs (com 4,7 quilômetros de extensão) até (quase) o topo da Montanha Dajti e desfrutar de vistas fantásticas!


16h30 – 17h00 Retorno ao hotel em Tirana. Resto do dia livre.

9º dia | Ohrid

08h00 – 09h00 Café da manhã no hotel e check-out


09h00 – 12h30 Viagem para Ohrid
12h30 – 15h30 Tempo para explorar Ohrid e almoçar


Ohrid é uma cidade de vasta história e patrimônio no sudoeste da Macedônia, na margem do lago de mesmo nome. Tornou-se um patrimônio da UNESCO em 1980. Aninhada entre montanhas altas de até 2.800 m e o lago Ohrid, não é apenas um lugar de significado histórico, mas também de beleza natural excepcional. Ohrid é a jóia da coroa da Macedônia.

15h30 – 18h00 Viagem para Skopje
18h00 Chegada em Skopje, check-in no hotel e resto do dia livre. Fim das atividades com o guia

 

10º dia | Skopje

08h00 – 09h00 Café da manhã

09h00 – 12h00 Passeio pelo centro, bazar e fortaleza Kale

Skopje é a capital da Macedônia do Norte. Está na região de Povardarie e é a maior e mais diversificada cidade do país. Skopje foi ocupada por muitos povos diferentes desde a sua fundação. Isto é evidenciado pelas várias igrejas e mosteiros bizantinos ao redor da cidade, também por alguns locais romanos, como Scupi e aqueduto de Skopje. No entanto, o grupo que deixou a maior marca em Skopje foram os otomanos. Os otomanos governaram a Macedônia por centenas de anos e construíram um grande número de mesquitas e outros edifícios. Hoje, Skopje está se tornando uma cidade moderna. O lar de cerca de um quarto da população total do país, é também o lar de muitos tipos diferentes de pessoas. Além da maioria macedônia, muitos albaneses, turcos, romanos, sérvios, bósnios e outros chamam Skopje de lar.

12h00 – 14h00 Transfer para o lago Matka e almoço

14h00 – 17h00 Visita ao Museu Arqueológico e à Casa Memorial de Madre Teresa

O Museu Arqueológico de Skopje é um enorme prédio de mármore em estilo italiano construído pelo governo para aumentar o orgulho nacional. No interior, há três andares exibindo a nata das escavações arqueológicas da Macedônia sob o brilho de centenas de pequenas luzes. Os destaques incluem tesouros bizantinos; reconstruções 3D sofisticadas dos primeiros rostos da Macedônia a partir de crânios; uma réplica de uma basílica cristã antiga, mostrando as fases da vida da conservação de mosaicos; e uma necrópole real fenícia.

A Casa Memorial de Madre Teresa é um extraordinário memorial retro-futurista e a igreja mais exclusiva que você verá no norte da Macedônia. Dentro do prédio, há um pequeno museu no primeiro andar, exibindo recordações relacionadas à famosa freira católica de Calcutá, nascida em Skopje em 1910. No segundo andar, há uma capela impressionante, com paredes de vidro forjadas em filigrana (a tradicional reverência tradicional da Macedônia do Norte). Silhuetas de pombas são trabalhadas na filigrana para simbolizar a paz, como uma homenagem a Madre Teresa.

17h00 Retorno ao hotel em Skopje e resto do dia livre. Fim das atividades com o guia.

11º dia | Rila

08h00 – 09h00 Café da manhã no hotel e check-out

09h00 – 13h00 Viagem para Rila

13h00 – 16h00 Tempo para visitar o mosteiro de Rila e almoçar

O mosteiro de São Ivan de Rila, mais conhecido como o Mosteiro de Rila é o maior e mais famoso mosteiro ortodoxo oriental da Bulgária. Está situado nas montanhas sudoeste de Rila, a 117 km ao sul da capital, Sofia, no vale profundo do rio Rilska, a uma altitude de 1,147 m acima do nível do mar, dentro do Parque Natural do Mosteiro de Rila. O mosteiro recebeu o nome de seu fundador, o eremita Ivan de Rila (876 - 946 dC), e hoje abriga cerca de 60 monges. Fundado no século X, o mosteiro de Rila é considerado um dos principais monumentos culturais, históricos e arquitetônicos da Bulgária e é uma atração turística importante tanto para a Bulgária como para o sul da Europa. Somente em 2008, atraiu 900 mil visitantes. O mosteiro é retratado na parte de trás da nota de 1 lev, emitida em 1999.

16h00 – 18h00 Viagem para Sófia

18h00 Chegada em Sófia, check-in no hotel e resto do dia livre. Fim das atividades com o guia.

12º dia | Sófia e Plovdiv

08h00 – 09h00 Café da manhã

09h00 – 11h30 Passeio guiado com guia local em Sófia

Sófia é a capital e maior cidade da Bulgária. 1,26 milhões de pessoas vivem na cidade e 1,68 milhões de pessoas vivem em sua região metropolitana. A cidade fica no pé da Montanha Vitosha, na parte ocidental do país. Estando no centro da península dos Balcãs, está a meio caminho entre o Mar Negro e o Mar Adriático, enquanto o Mar Egeu é o mais próximo. Sofia tem sido uma área de habitação humana desde pelo menos 7000 aC. Sendo a cidade primária da Bulgária, Sofia é berço de muitas das principais universidades locais, instituições culturais e empresas comerciais. Sofia é um dos 10 melhores lugares para start-ups no mundo, especialmente na área de tecnologias da informação.

11h30 – 13h00 Viagem para Plovdiv

13h00 – 17h00 Tempo para explorar Plovdiv e almoçar

Plovdiv é a segunda maior cidade da Bulgária, com uma população de 341.567 habitantes. É um importante centro econômico, de transportes, cultural e educacional. Plovdiv tem evidência de habitação desde o 6º milênio aC quando os primeiros assentamentos neolíticos foram estabelecidos. Diz-se que é uma das cidades mais antigas da Europa. Plovdiv era conhecida no Ocidente durante a maior parte da sua história pelo nome de Philippopolis ("Cidade de Felipe"), pois Felipe II da Macedônia a conquistou no século IV aC. A cidade era originalmente um assentamento tracio, mais tarde sendo invadida por persas, gregos, celtas, romanos, godos, hunos, búlgaros, eslavos-vikings, cruzados e turcos. Em 4 de janeiro de 1878, Plovdiv foi libertado do governo otomano pelo exército russo. Permaneceu dentro das fronteiras da Bulgária até julho do mesmo ano, quando se tornou a capital da região autônoma otomana da Rumelia Oriental. Em 1885, Plovdiv se juntou à Bulgária.

17h00 – 18h30 Viagem de volta para Sófia

18h30 Chegada em Sófia e resto o dia livre. Fim das atividades com o guia.

13º dia | Veliko Tarnovo

08h00 – 09h00 Café da manhã no hotel e check-out

09h00 – 13h00 Viagem para Veliko Tarnovo

13h00 – 16h00 Tempo para almoçar e explorar Veliko Tarnovo

Muitas vezes referida como a "Cidade dos Tsars", Veliko Tarnovo está localizada no rio Yantra e é conhecida como a capital histórica do Segundo Império Búlgaro, atraindo muitos turistas com sua arquitetura única. A parte antiga da cidade está situada nos três morros: Tsarevets, Trapezitsa e Sveta Gora, que se elevam em meio aos meandros do Yantra. Em Tsarevets estão os palácios dos imperadores búlgaros e do Patriarcado, a Catedral Patriarcal, e também uma série de edifícios administrativos e residenciais cercados por paredes espessas. Trapezitsa é conhecido por suas muitas igrejas e como a antiga residência principal da nobreza. Durante a Idade Média, a cidade foi um dos principais centros de cultura europeus e deu seu nome à arquitetura da Escola Artística de Tarnovo, à pintura da Escola Artística de Tarnovo e à literatura. Veliko Tarnovo é um importante centro administrativo, econômico, educacional e cultural do norte da Bulgária.

16h00 – 19h00 Viagem para Bucareste

19h00 Chegada em Bucareste, check-in no hotel e tempo livre. Fim das atividades com o guia

14º dia |Bucareste 

08h00 – 09h00 Café da manhã no hotel

09h00 –11h30 Passeio por Bucareste com guia local

Localizada às margens do Rio Dâmbovița, Bucareste é a capital e maior cidade da Romênia. De acordo com estimativas de 2011, Bucareste tinha uma população de 1 883 425 habitantes, o que a torna a sexta maior cidade na União Europeia em população dentro dos limite de cidade.

 

Para os padrões europeus, Bucareste não é uma cidade antiga, já que sua existência foi referida pela primeira vez por estudiosos em 1459. Desde então, passou por uma grande variedade de mudanças, tornando-se a capital estatal da Romênia em 1862 e consolidando firmemente sua posição como centro das comunicação em massa, cultura e arte romenas. Sua arquitetura eclética é uma mistura de eras históricas, entreguerras, comunista e moderna. No período entre as duas Guerras Mundiais, a arquitetura elegante e a sofisticação de sua elite deram a Bucareste o apelido de "Paris do Leste" ou "Pequena Paris".

11h30 – 14h30 Tempo livre para explorar Bucareste e almoçar

15h00 – 16h00 Passeio guiado pelo Palácio do Parlamento

O Palácio do Parlamento, localizado em Bucareste, na Romênia, é um edifício com múltiplas funções onde estão instaladas ambas as câmaras do Parlamento Romeno. Com 350.000 m² é o maior palácio do mundo e o segundo maior edifício, após o Pentágono. O palácio foi originalmente encomendado e desenhado no final da década de 1970 pelo regime comunista do ditador Nicolae Ceauşescu para ser a sede de todo o poder político e administrativo na Romênia. O seu arquiteto chefe foi Anca Petreşcu. A construção teve inicio em 1980 e durou até 1989, quando Ceauşescu foi deposto. Até então, menos de 80% do edifício havia sido construído, mas a obra foi interrompida por ser muito onerosa para os cofres públicos romenos. Nicolae Ceauşescu chamou-lhe Casa da República, mas muitos romenos chamaram-lhe Casa do Povo. De acordo com o Livro Guinness dos Recordes, o palácio é o maior edifício administrativo civil do mundo (O Pentágono é o maior em termos absolutos), o edifício administrativo mais caro e o edifício mais pesado.

16h00 Resto do dia livre.

15º dia | Castelo de Bran e Brasov

07h00 – 08h00 Café da manhã no hotel e check-out

08h00 – 11h00 Viagem para o castelo do Drácula

11h00 – 15h00 Tempo para explorar o castelo e almoçar

O Castelo de Bran, localizado na vizinhança da cidade de Brasov, é um monumento nacional e marco histórico da Romênia. A fortaleza situa-se na fronteira entre a Transilvânia e a Valáquia, encravado na floresta no pé dos Cárpatos. Conhecida como o "Castelo do Drácula", é promovido como a residência da personagem que dá título ao Drácula de Bram Stoker. Atualmente, o castelo abriga um museu aberto ao público, exibindo peças de arte e mobiliário colecionados pela Rainha Maria. Os turistas podem ver o interior em visitas livres ou guiadas. Ao fundo da colina situa-se um pequeno parque museu ao ar livre, o qual exibe estruturas camponesas tradicionais da Romênia, como cabanas e celeiros, representando todo o país.

15h00 – 15h45 Transfer para Brasov

15h45 – 17h00 Chegada em Brasov, check-in no hotel e breve descanso

 

17h00 – 19h00 Passeio por Brasov

Franzida pelos picos da região dos Cárpatos do Sul e resplandecente com a arquitetura gótica, barroca e renascentista, bem como uma riqueza de atrações históricas, Brasov é um dos lugares mais visitados da Romênia.

O centro de Brasov foi fundado pelos Cavaleiros Teutônicos em 1211 em um antigo local dácio e habitado pelos saxões como uma das sete cidadelas muradas. Brasov exala um ambiente medieval distinto e tem sido usado como pano de fundo em muitos filmes do período recente.

A localização da cidade na intersecção das rotas comerciais que ligam o Império Otomano e a Europa Ocidental, juntamente com certas isenções fiscais, permitiram que os comerciantes saxões obtivessem uma riqueza considerável e exercessem uma forte influência política na região. Isso se refletiu no nome alemão da cidade, Kronstadt, bem como em seu nome em latão, Corona, que significa Crown City (daí, o brasão da cidade que é uma coroa com raízes de carvalho). Fortificações foram erguidas em torno da cidade e continuamente expandidas, com várias torres mantidas por diferentes guildas artesanais, de acordo com o costume medieval.

19h00 Fim das atividades com o guia

16º dia | Sibiu

08h00 – 09h00 Café da manhã no hotel

09h00 – 12h00 Viagem para Sibiu

12h00 – 16h00 Tempo para explorar Sibiu e almoçar

Sibiu foi a maior e mais rica das sete cidadelas muradas construídas no século XII pelos colonizadores alemães conhecidos como saxões da Transilvânia. As riquezas acumuladas por suas alianças pagaram a construção de edifícios impressionantes e as fortificações necessárias para protegê-los.

 

A Cidade Velha de Sibiu retém a grandeza de seus dias anteriores, quando ricos e poderosos dominavam o comércio regional. Como Sighisoara e Brasov, tem um sentimento claramente germânico. As seções da parede medieval ainda guardam a área histórica, onde as ruas estreitas passam por edifícios do século XVII com telhados íngremes antes de se abrirem em vastas praças dominadas pela igreja, como a Praça Grande e a Praça Pequena.

16h00 – 19h00 Viagem de volta a Brasov

19h00 Fim das atividades com o guia

17º dia | Sinaia

08h00 – 09h00 Café da manhã no hotel e check-out

09h00 – 10h00 Viagem para Sinaia

10h00 – 14h00 Tempo para explorar o castelo de Peles e almoçar

Mais de 40 anos, dezenas de construtores, artistas e escultores de madeira construíram o Castelo de Peleş. A obra-prima neo-renascentista foi encomendada pelo primeiro rei da Romênia, Carol I, e sua primeira pedra assentada em 1875. Hoje, esta antiga residência real de verão é uma atração turística muito popular. As visitas são feitas por visita guiada obrigatória de 40 minutos. No interior, todos os cantos estão repletos de tapetes de seda, vidros de Murano, nogueira esculpida ou mármore polido.

14h00 – 16h00 Viagem para Bucareste 

16h00  Chegada em Bucareste, check-in no hotel e tempo livre. Fim das atividades com o guia.

18ºdia | Partida de Bucareste

Transfer para o aeroporto de Bucareste em horário a combinar.

Fim dos nossos serviços. :)

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

+381 60 417-8876

© 2020 por Bem-vindo à Sérvia.