POR QUE A SÉRVIA? - texto do Lonely Planet


A Sérvia foi eleita pelo guia Lonely Planet como um dos top 10 novos destinos turísticos que devem ser visitados em 2015. Veja abaixo o texto publicado por eles traduzido para o português.

Os ônibus de mochileiros nos Balcãs a ignoram em favor de vizinhos "mais fáceis", como a Croácia e a Bulgária. A perda da outrora nação parceira Montenegro significa que ela não tem litoral. As pessoas a confundem frequentemente com a Sibéria.

É o berço de lendas do tênis moderno, mas ninguém consegue pronunciar os seus nomes. Também há a pequena questão da Sérvia ser uma ex-pária internacional. Mas para festa, paixão e personalidade, este país pequeno - e, por enquanto, surpreendentemente barato - é um dos segredos mais bem guardados da Europa.

Porém, você tem que vir logo: a Sérvia já está aparecendo nas manchetes por várias boas razões. O festival musical multigênero Exit – que acontece numa fortaleza medieval em Novi Sad todo mês de julho desde que começou há 15 anos como um protesto contra Slobodan Milošević – foi recentemente premiado com o título de Melhor Grande Festival Europeu; Belgrado, com suas hedonistas boates flutuantes, está sendo mencionada com a mesma empolgação que Berlim e Ibiza; e as opções de diversão ao ar livre da Sérvia – o esqui radical em Kopaonik, os spas de Vrnjačka Banja, o rafting no rio Drina, todos eles baratos, baratos, baratos – estão atraindo caçadores de aventura longe dos playgrounds caros e demasiadamente usados da “outra Europa”.

Um segredo que ainda não foi revelado? Os sérvios em si. Enquanto nativos famosos – pense no diretor vencedor da Palma de Ouro Emir Kusturica, na polêmica artista de performance Marina Abramović e um certo Novak Djoković – roubam a cena, são os sérvios comuns que representam a maior carta na manga do país. Diretos, divertidos e sempre prontos para receber os visitantes com um caloroso tapa nas costas e um copo de rakija (uma espécie da cachaça local), eles são mais do que os canalhas estereotipados como Hollywood nos faz crer.

Mas em 2015 a Sérvia está se preparando para a ascensão à UE, o que significa que grandes mudanças - e grandes multidões - estão chegando. Vá. Agora. Antes que a rakija acabe.

EXPERIÊNCIAS QUE TRANSFORMAM VIDAS

Preste atenção no lugar mais barulhento da rua, qualquer rua, em qualquer lugar. Entre nele. Isso é uma kafana, algo semelhante a um pub ou taverna, mas com mais gritos e fumaça. Você verá os sérvios praticando seu passatempo nacional (discutindo), por ventura uma garrafa quebrada ou duas (não se preocupe: isso é apenas a pontuação) e se você tiver sorte, receberá uma serenata de um trubači (trompetista) que toca como se confundisse seu tímpano com um microfone. Não passe direto: kafana É Sérvia.

Vá para as montanhas para uma intensa experiência rural. Mokra Gora é, um lugarejo sonolento cheio de ovelhas no oeste da Sérvia, mas há muito para se fazer aqui: dar uma volta na maria fumaça Šargan 8 através de passagens precárias e sobrenaturais na montanha; explorar Drvengrad, uma extravagante vila-dentro-da-vila construída pelo diretor Emir Kusturica para o clássico indie A Vida é um Milagre; e tentar andar sem balançar depois de uma sessão de rakija e roštilj (churrasco) com os complacentes moradores.

Experimente a vida boêmia no mini-Montmartre de Belgrado. As pitorescas ruas de paralelepípedo da Skadarlija são revestidas com pousadas estridentes, galerias excêntricas e músicos sinuosos que fazem deste bairro um refúgio para artistas, ciganos e hipsters descolados.

A Sérvia não é o lugar mais quieto do planeta, mas você pode encontrar um pouco de silêncio em qualquer um dos mosteiros medievais do país. Fruška Gora é o lar da maior concentração dos claustros ortodoxos, 16 deles apertados em um trecho de 50 km de colinas silvestres e vinhedos antigos.

Arrasado com o final de agosto? Vá rumo ao sul para Leskovac para a Roštiljijada (festival de churrasco) de setembro e prepare-se para ver (e comer) a maior pljeskavica hambúrguer sérvio) do mundo: o recorde atual foi atingido por uma pljeskavica de 51 kg.

A VISTA MAIS BIZARRA

Djavolja Varoš (Cidade do Diabo) é um aglomerado bem louco de 202 pirâmides de pedra natural aparecendo misteriosamente sobre o vermelho brilhante de correntes minerais altamente ácidas. De acordo com as lendas locais, as torres – que oscilam entre 2m e 15m de altura e são cobertas com assustadores 'cabeças' vulcânicas – foram formadas após os convidados de um casamento incestuoso terem sido petrificados por um Deus ofendido.

Por Tamara Sheward

Texto original: http://www.lonelyplanet.com/best-in-travel/countries/07-

serbia?detail=1#ixzz3Gx8xPU5a

#atualidades

0 visualização
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

+381 60 417-8876

© 2020 por Bem-vindo à Sérvia.