FESTIVAL GUČA 2012


Hoje, um dia após o término do festival em Guča, tenho o prazer de vir aqui escrever para vocês sobre a minha experiência, que - diga-se de passagem - foi fantástica! Neste artigo você saberá detalhadamente todas as minhas impressões sobre o festival, desde como cheguei lá e quanto paguei pelas coisas, até como foi a sensação de ver de perto a primeira orquestra brasileira e latino-americana a tocar no maior festival de brass bands do mundo. Aproveite-o e use-o à vontade para se guiar por ele quando for se aventurar por Guča!

Chegar em Guča não é difícil. Se você, assim como eu, não tiver carro, basta se informar na estação rodoviária mais próxima sobre ônibus que vão para Čačak (a maior cidade nas redondezas de Guča). Tem um ônibus que faz esse trajeto saindo de Belgrado a cada hora. A viagem dura 2h30min e o ticket de ida e volta custa 1.040 dinares (o que dá uns 22 reais). Dependendo de onde esteja, talvez você encontre um ônibus direto, mas é raro, porque Guča é um vilarejo realmente muito pequeno e isolado. Há ônibus saindo inclusive dos países vizinhos que podem deixá-lo próximo. Uma vez em Čačak, tem um ônibus saindo por hora rumo a Guča. O bilhete de ida custa apenas 200 dinares (4 reais) e a viagem pela estrada sinuosa dura cerca de 40 minutos. Saia cedo para evitar trânsito e ônibus hiperlotado! No primeiro dia em que fui, numa quinta-feira, peguei o ônibus às 16h e fui em pé, mas relativamente confortável; já no sábado, me atrasei e peguei o ônibus às 19h. Este sim estava lotado no limite e o trânsito estava infernal pela estrada (devido ao maior movimento no fim de semana) – a viagem durou pouco mais de uma hora! Se quiser mais conforto, pode ir de táxi até Guča por apenas 250 dinares (em torno de 5 reais) – os táxis em Čačak são uma pechincha! Só não esqueça de combinar o preço com o taxista antes, para certificar que ele não vai querer mais depois. A boa é chegar em Guča até às 18h para aproveitar o festival ao máximo. Assim, você terá tempo para explorar o vilarejo, assistir às apresentações no palco do centro cultural e, depois, à competição de orquestras e o show final no estádio.

Guča, um vilarejo outrora pacato no interior da Sérvia, se torna a capital da alegria, da música e do bom humor durante os dias de festival. Por toda a parte se vê orquestras ciganas tocando, gente bebendo e pulando e muita animação – é um verdadeiro carnaval, só que em um estilo tipicamente sérvio! Lojinhas de todos os tipos ficam espalhadas pelas ruas, onde você encontra camisas do festival, bandeiras da Sérvia, roupas tradicionais, artesanato e muito mais! Além, claro, dos cafés, bares e boates nos quais não é difícil ver pessoas dançando em cima das mesas ao som de trompetes. Se você não gosta de barulho e bagunça, é possível "se esconder" dentro de alguns cafés e restaurantes mais calmos. Em alguns lugares, você vai se deparar com três ou até quatro orquestras tocando ao mesmo tempo, o que acaba se tornando um barulho infernal para qualquer um! O ideal é explorar as ruas do vilarejo em dia de semana, porque no sábado e no domingo é impraticável por causa do grande número de pessoas em um lugar tão pequeno. Para se ter uma ideia, é possível atravessar Guča de ponta a ponta em 5 minutos andando!

Em termos de hospedagem, em Guča existem alguns albergues, que em geral consitem de casas de moradores locais que hospedam os visitantes durante o festival. Com uma demanda muito maior que a oferta, muitas pessoas se hospedam em Čačak e os mais aventureiros preferem armar suas tendas e sacos de dormir para acamparem em Guča.

Às 19h começam as apresentações no centro cultural. Na quinta-feira (o dia em que pude assistir), foram organizadas apresentações interessantíssimas de dança, música e canto em parceria com a embaixada da Rússia para reforçar os laços entre os dois países, que se consideram irmãos. Músicos russos tiveram a oportunidade de mostrar sua cultura através de instrumentos típicos e grupos com crianças a partir de 3 anos cantando músicas tradicionais. Já os sérvios fizeram belas apresentações da dança tradicional da Iugoslávia: o kolo. Veja o vídeo abaixo de uma dessas apresentações:

Anualmente, acontecem em Guča competições entre orquestras conhecidas como trubački orkestar ou brass band pelo trompete de ouro. Participar da competição é um privilégio para todas as orquestras, pois este é o maior evento do tipo no mundo! Neste ano, a competição foi ainda mais especial porque o Brasil foi representado pela primeira vez na competição internacional de bandas pela Go East Orkestar! Eu vesti a camisa e me reuni com os outros brasileiros que estavam presentes para torcer fervorosamente! A energia no estádio era intensa... Lá se via bandeiras de tudo quanto é país: Sérvia, Macedônia, Polônia, França, Inglaterra, Suécia, Portugal, Argentina... e entre elas a do Brasil – inclusive no palco! Quando a GEO entrou vestindo as cores do Brasil e tocando Aquarela do Brasil com seus instrumentos todos foram à loucura! Com uma apresentação super original, misturando a cultura brasileira com a música típica dos Bálcãs, que me fez balançar a bandeira do Brasil com orgulho, a GEO acabou faturando o segundo lugar em Guča com gostinho de primeiro! Meus parabéns! Assista a apresentação deles na íntegra abaixo:

Após o término da competição internacional, a tradicionalíssima orquestra de Dejan Petrović tocou para o delírio do público.

Quando voltei a Guča no sábado, pude assistir à disputada final da competição nacional de orquestras, com a participação de orquestras de todos os cantos da Sérvia tocando o que tocam melhor. Mas o melhor mesmo foi depois disso, quando Miroslav Ilić fez seu show comemorativo dos 40 anos de carreira. O cara é uma lenda viva da música folk sérvia e vê-lo na minha frente, da área VIP, cantando alguns de seus maiores sucessos, foi incrível! Praticamente um sonho se tornando realidade! Confiram o vídeo que fiz:

Cantei todas as músicas, coloquei a bandeira do Brasil lá na frente e acabei aparecendo na televisão sérvia algumas vezes! Dêem uma olhada nos 14 minutos e 20 segundos do vídeo abaixo, por exemplo:

Se você, assim como eu, não estiver hospedado em Guča, vai sofrer para voltar para Čačak. Táxi? Pode ser que você dê a sorte de encontrar um, mas provavelmente a maioria deles já estará ocupado. Ônibus? É o jeito né... Mas eles aparecem em intervalos indefinidos, então você tem que ficar esperto, porque é um salve-se quem puder! Prepare-se para pegar o ônibus mais lotado, mais velho e mais concorrido da sua vida! Isso depois de ficar horas em pé nos shows... Quando você chega em casa, ou onde quer que esteja hospedado, só quer saber de cama urgentemente!

Por fim, digo que Guča é um evento fenomenal e unicamente sérvio! Altamente recomendado para quem quer se divertir de uma forma diferente, não encontrada em nenhum outro lugar no mundo! É orquestra tocando música típica, gente dançando kolo pelas ruas, ícones da música sérvia, boa comida, cerveja barata e pura diversão! Vale muito a pena!

Vem pra Guča!

Fique ligado!

Para ver todas as fotos e vídeos, acesse a página do blog Bem-vindo à Sérvia no Facebook clicando nesta frase.

#viagenscentrodasérvia #eventos #guča

34 visualizações
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

+381 60 417-8876

© 2020 por Bem-vindo à Sérvia.